Por que

Padrão

Os meus motivos são fama, glória, fortuna e dominação mundial, é claro. Achei que isso era óbvio.

 

Os seus:

  • Adoro conversar sobre arte, história da arte, design, ilustração, pintura.
  • Gosto de explicar tudo, então não tenha medo de perguntar.
  • Tenho sempre muitas referências, tanto teóricas quanto práticas.

 

Os da sua empresa:

  • Tenho muita experiência.
  • Conheço bem o metier.
  • Tenho uma formação acadêmica sólida.
  • Estou sempre estudando, me atualizando.
  • Não escrevo cachorro com x.
  • Tenho muita vivência de atelier.
  • Não vou chamar uma ambulância se você me pedir uma ilustração sangrada.
  • Não acho que preto calçado tenha qualquer relação com a indústria da moda.
  • Trabalho desde muito novinha, sei bem qual é a importância de um prazo.
  • Se você falar cêmique, não vou achar que é uma comida mineira, vou entender que precisa do arquivo em CMYK.
  • Sou tech-savvy.
  • Respondo email.
  • Ilustro em várias técnicas diferentes, incluindo vetorial.
  • Se você me falar para fazer um bacalhau, não vou para a cozinha.
  • Aliás, sei o que é um calhau e não acho que seja uma forma carinhosa de chamar o bacalhau.
  • Sei o que é mancha e não vou te mandar água sanitária.
  • Se você falar anverso não vou citar Camões.
  • Não vou olhar para o ferro de passar roupa quando você falar em vinco.
  • Diagramo também, então não vou ter um infarto se você der um blow up ou cropar uma imagem minha.
  • Se você me pedir uma boneca (ou boneco, os dois estão certos), não vou para a loja de presentes.
  • Entendo que chapado não tem qualquer relação com drogas ilícitas.
  • Entendo que o espelho de uma publicação e uma publicação espelhada são coisas completamente diferentes.
  • Muito amor por um kerning bem feito.
  • A última coisa em que vou pensar ao ouvir lombada é em uma rua ou estrada.
  • A última coisa em que vou pensar ao ouvir prancha é no mar.
  • A última coisa em que vou pensar ao ouvir prova é na escola.
  • Não vou te dar um curativo se você falar em marca de corte.
  • Se você me pedir um rough não vou ficar ofendida achando que é uma proposta sexual indecorosa.
  • Não acho que vazado precise de uma ação envolvendo panos de limpeza.

Quem

Padrão

Resumo

cropped-selfie_embu.jpgSou doutoranda e mestre em Educação, Arte e História da Cultura pelo Mackenzie; bacharel em Artes Visuais pela Belas Artes; licenciada em Artes pelo programa R2 da Sep Cursos; e especialista em História da arte: teoria e crítica pela Belas Artes.

Tenho alguns livros e artigos publicados.

Fui editora do Aguarrás (ISSN 1980-7767) e da Next Brasil (ISSN 1679-7922). Atualmente sou editora da Uva Limão Editora link externo.

 

Percurso

Publiquei meu primeiro artigo ainda muito menina, em 1984, sobre a morte, nos Cadernos de Psicanálise, da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro. Minha primeira experiência em conselho editorial foi em 1989, com a participação como assistente editorial do jornal Outras Palavras, publicado pela Terceira Margem Editora, no Rio de Janeiro. Fui também assistente editorial dos livros Intimidade (CDD 809.93353) e Sedução (CDD 808.80357), da mesma editora, em anos seguintes.

No meio do caminho, trabalhei com multimídia no Laboratorium/PUC-RJ e na IBM Brasil, numa época anterior à internet gráfica. Depois, migrei para webdesign. Trabalhei muito tempo com design e ilustração.

Em 1996 participei, junto com a minha mãe (Elvira Vigna link externo), da exposição Dimensões do tempo no Planetário da Gávea (RJ). Em 2011 participei de uma exposição coletiva na galeria Garcia, daqui de São Paulo, com várias aquarelas de grande porte. Em 2014, participei de uma coletiva na Belas Artes, com uma encáustica sobre madeira. Em 2016, como parte integrante e conclusiva do mestrado, fiz a minha primeira individual, a exposição Moinhos de vento, no Epicentro Cultural (SP).

De 2006 a 2013, mantive uma coluna sobre arte, ilustração e design na Revista Wide, para onde eu também ilustrava ocasionalmente.

Desde 2010 ilustro semanalmente para o Vida Breve link externo (sim, semanalmente, você leu certo).

Desde o final de 2009 tenho ilustrado para o jornal literário Rascunho link externo. Em 2014 comecei a colaborar também com críticas para o Rabisco, seu caderno infanto-juvenil.

Fui segundo lugar na área de humanas no 12° CONIC-SEMESP 2013. Participei do I Congresso Internacional de Novas Narrativas 2015; do IX Congresso Mundial em Comunicação e Artes – WCCA 2016 (Portugal); e do Ciantec’16.

Tenho inglês fluente; leio decentemente em francês e espanhol; alemão básico.

 

O ícone   link externo significa que é um link externo.
Os demais links vão para conteúdos desse mesmo site.
Todos os links do Blog são externos.